Inicial > Os sentimentos dizem... > A (in)existência

A (in)existência

O inexistente é um “nada ser”.

Ora, se nada é, não há vocação para desconstituir,

pois apenas não existe.

E se, há algo a esquecer apagar,

desconstituir, acabar….

é porque simplesmente existiu

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: